COMO ACABAR COM A INSÔNIA

A insônia bateu em minha porta… E agora, é possível acabar com ela de uma vez por todas?

Olá minha querida, meu querido! Tudo bem?

Hoje vou falar de algo que me perseguiu durante o meu processo de mudança, se não um dos piores obstáculos que tive que superar, mas que com muita garra e persistência tornou-se uma inspiração que venho compartilhar com vocês: a temida insônia que durante um determinado período assolou minhas noites me deixando ainda mais ansiosa e estressada!

Diga-me, quem de vocês que nunca se pegou rolando de um lado para o outro com o olho arregalado, levantando de 15 em 15 minutos para ir ao banheiro, beber água, ler um livro e viu o dia clarear tendo pela frente um longo dia de responsabilidades e aquela velha companheira inseparável, a garrafa de café. Por incrível que pareça a insônia é um mal que atinge boa parte dos brasileiros, estima-se que 40% das pessoas sofrem ou já sofreram com este mal nos últimos 12 meses. Sendo assim, todos nós sabemos que uma noite mal dormida rende um dia inteiro de cansaço, irritabilidade, dificuldade em concentrar-se, falta de energia e uma série de outros sintomas prejudiciais ao nosso bem estar físico e mental podendo encaixar-se em alguns fatores e condições que variam de pessoa para pessoa como:

    • Estresse;
    • Preocupação;
    • Ingestão de bebidas alcoólicas, cafeína e cigarros antes de dormir;
    • Histórico de depressão;
    • Horários diferentes para dormir e acordar;
    • Idade (geralmente depois dos 60 anos);
    • Efeitos colaterais de alguns medicamentos;
    • Menopausa.

Assista abaixo uma reportagem interessantíssima sobre a insônia que acompanhei antes de encontrar a solução desse grande problema que passei:

Os malefícios da insônia

Aquela persistente noite mal dormida afeta nosso organismo de diversas maneiras, causando um desequilíbrio tanto físico como psicologicamente falando, repercutindo no desenvolvimento de varias outras doenças como:

  • Hipertensão Arterial;
  • Obesidade;
  • Depressão;
  • Problemas de memória;
  • Comprometimento do sistema imunológico;
  • Risco de desenvolver doenças do coração;
  • Risco de desenvolver diabetes.

Devemos levar em consideração que cada organismo reage de uma maneira, tendo uma variedade de problemas decorrente destas noites mal dormidas.

insônia
Como acabar com a insônia

Tipos de insônia

A insônia ainda pode ser classificada em três tipos diferentes transitando da inicial onde a pessoa demora a pegar no sono, para a de manutenção onde existe a dificuldade de voltar a dormir após o despertar, podendo até chegar ao nível conhecido como terminal, sendo menos comum e caracterizada pelo despertar antes do horário previsto sem conseguir voltar a dormir. Em outras palavras, elas se definem como: insônia transitória, insônia aguda e insônia crônica.

 

  • A insônia transitória

Com duração de até quatro semanas, ela é caracterizada por uma determinada circunstância na qual ficamos ansiosos, preocupados resultando numa inquietude que dificulta ter uma qualidade de sono adequada. Chamada também por insônia primaria, ocasional ou isolada. A pessoa volta a dormir normalmente quando o fator que lhe ocasionou estresse foi eliminado.

 

  • Insônia aguda

Com duração maior do que a transitória, leva de quatro a seis meses incluindo alguns períodos de sono tranquilo com outros agitados. Sua causa geralmente vem de eventos traumáticos que a pessoa possa ter passado.

 

  • Insônia crônica

Sendo o tipo mais complexo, é caracterizada por uma constante dificuldade em dormir tendo uma serie de fatores que influenciam na qualidade do sono, tanto de origem física como psicológica. Exige mais atenção e cuidados, pois pode esconder outras doenças como o Hipertireoidismo e a depressão por exemplo.

Façam o teste abaixo que o Coach Erickson Rosa, atual tutor do projeto Coach Matinal elaborou com todo o carinho para poder auxiliar você:

TESTE

Diagnosticando a insônia

Existem médicos especializados em Medicina do Sono que podem fazer uma avaliação adequada, consistindo no preenchimento de um “Diário do sono” onde o paciente relata os horários em que se deita e levanta, exercita-se, toma café, etc durante o período de uma a duas semanas onde o médico avalia a situação atual do paciente. No meu caso o médico solicitou um exame chamado de Polissonografia que registra as ondas cerebrais, o nível de oxigênio do sangue, a frequência cardíaca e respiratória, assim como os movimentos dos olhos e das pernas durante o sono e assim ajustar o plano de tratamento adequado.

 

Tratamentos

Após a avaliação clinica, existem diversas formas de tratamento que vão desde medicamentosa a terapêutica. Os medicamentos são indicados para induzir o sono e para algumas pessoas acabam causando uma certa dependência para se ter um sono adequado. Claro que também existem alternativas que podem sim ser levadas em consideração, sem necessariamente precisar do uso de um medicamento como, por exemplo, técnicas de relaxamento que reduzem e eliminam as tensões do corpo, massagens que relaxam a musculatura dando espaço para um sono repousante, técnicas que restringem o sono e até mesmo o recondicionamento que permite a pessoa associar o horário de dormir com a cama e o sono, evitando aqueles momentos de ir para a cama para assistir TV por exemplo.

A solução que encontrei para acabar de vez com a minha insônia

Após incontáveis tentativas frustradas que vivenciei na busca da cura da minha insônia, resolvi parar, sentar e refletir sobre o que eu realmente queria e busquei acima de tudo me focar na busca da minha paz interior e agregar tudo aquilo que fosse possível e que me trouxesse êxito real e não apenas ficar dependente de remédios como eu estava e vendo absolutamente nada mudar.
Foi ai que conheci a Terapia Cognitiva Comportamental que consiste em um conjunto de técnicas e estratégias terapêuticas alterando formas distorcidas de pensar, sentir e agir agindo na raiz do problema através do renomado Psicoterapeuta Erickson Rosa desenvolvedor do programa Coach Matinal, escritor do Blog da UOL Horóscopo Virtual e graduado pela PUC-RS.

Erickson não só me ajudou muito, mas como me fez viver a realidade da cura em minha vida! Segundo palavras deste meu querido amigo, pois hoje foi isso que ele se tornou! Um grande amigo por simplesmente ter me trazido a paz de minhas noites, a solução e a cura da minha insônia!

“Por isso desenvolvi esse método que modifica os hábito nocivos ao seu sono para hábitos que colaborem com a manutenção de seu sono. Esse método elaborei com as técnicas mais eficazes e poderosas da Terapia Cognitiva Comportamental e testadas e aprovadas em diversos artigos e pesquisas científicas. Esse método é composto de 7 passos simples que irão ajudar você a recuperar seu sono de maneira duradoura, sem a necessidade de remédios, de maneira TOTALMENTE NATURAL.”

O FIM DA INSÔNIA

 

Creio no valor de estar em paz e estar curada e por isso estou aqui para auxiliar você também! E espero que da mesma maneira que conheci o método O Fim da Insônia e ele RESOLVEU o meu problema, tenho a certeza de que ele também irá resolver de uma vez por todas o fim das suas noites mal dormidas e você irá conquistar a cura definitiva da sua insônia!

Qualquer dúvida fiquem a vontade e me mandem e-mail com suas perguntas que terei um enorme prazer em responde-los! Para mais informações, clique aqui.

dormindo
Dormindo tranquilamente

Sabe gente, com tudo isso que passei aprendi que toda a mudança é possível e que tudo esta na nossa mente e no poder que a gente dá para cada um de nossos fantasmas pessoais e que a superação de cada um deles existe e pode ser vivida!

Sei o quanto é difícil passar por esta transição, mas digo a vocês que sejam PERSISTENTES e foquem numa qualidade de vida melhor que VOCÊS MERECEM! E com o tempo viveram a possibilidade! O sono tranquilo, a paz tão desejada! E assim deixo disponível para vocês dicas que me auxiliaram nesta fase!

Espero que eu tenha ajudado e qualquer dúvida, utilize nosso canal que estarei prontamente disposta a sanar qualquer questionamento.

Com carinho, Luciana.

COMO ACABAR COM A INSÔNIA
5 (100%) 3 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *